Buscar

Roteiro por Engenho de Farinha marca encerramento do Projeto Mulheres da Lagoa de Ibiraquera

por Gisele Elis


Encerramos neste sábado, dia 2 de abril, nossa jornada de ações do Projeto Mulheres da Lagoa de Ibiraquera, com um lindo encontro sobre "Histórias de Engenho". Reunimos mulheres da comunidade para um roteiro de turismo de base comunitária no "Engenho de Farinha da Dona Custódia", na região do Teixeira, em Ibiraquera.


Segundo a condutora ambiental, cultural e educadora patrimonial, Claudete Medeiros, a localidade tem cerca de 7 engenhos ativos no território, que mantém a tradição da produção artesanal de farinha de mandioca. "É importante falar que é um produto caracterizado como Slow Food, por ser um alimento limpo, bom e justo. Tudo é produzido sem agrotóxicos e são preservadas as etapas da produção de forma artesanal durante o período da farinhada", destacou Medeiros.

Imagens do encontro no Engenho da D. Custódia e visita à plantação de mandioca Fotos: Ateliê de Cinema


Sentadas em roda, as mulheres ouviram histórias e curiosidades da produção da farinha, além dos problemas enfrentados. Depois, Dona Custódia apresentou ao grupo como acontecem as etapas de produção, desde a colheita da mandioca até o produto final.


De acordo com a proprietária do engenho, atualmente os problemas enfrentados para a produção estão na escassez de terras para plantar. "Com o avanço do turismo, as famílias foram vendendo suas terras e não temos mais áreas disponíveis para o plantio. Está cada vez mais escasso", revelou.


O encontro foi repleto de troca de conhecimento e finalizado com uma visita na plantação de mandioca da Dona Custódia e um café com produtos feitos de farinha, como o tradicional Beiju, Cuscuz e Bijajica.


A Farinhada, em algumas cidades catarinenses, está passando por um processo de identificação histórica e cultural, e poderá receber o título de Patrimônio Imaterial e Cultural de Santa Catarina.


Saiba mais sobre o Projeto Mulheres da Lagoa de Ibiraquera:

O Projeto Mulheres da Lagoa - de Ibiraquera - busca desenvolver ações de educação ambiental com objetivo de sensibilizar, empoderar e unir as diferentes mulheres que vivem no entorno da Lagoa de Ibiraquera, uma das principais lagoas do complexo lagunar do sul do Brasil, com perímetro de 30,478 km e área: 8,935 km². Uma pequena parte pertence ao município de Garopaba e a maior parte à Imbituba, sendo a parte da barra, abrangida pela Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca (APABF).


Você pode acessar todas as informações do projeto na matéria: Projeto Mulheres da Lagoa trabalhará a luta por igualdade de gênero e justiça ambiental


Outras postagens sobre o Projeto você pode acessar através do nosso site e também em nosso Instagram.

_______________________________________________________________________________

Jornalista responsável: Gisele Elis (MTB 6822)

Diagramação: Cristiane Bossoni _______________________________________________________________________________

Qual sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou?

Para registrar sua opinião, curta e comente a postagem ou envie seu feedback para mulheresunidaspeloclima@gmail.com Ouvir você, é muito importante para nós.

18 visualizações0 comentário